18 de dez de 2012

Harley Davidson comemora 110 anos em 2013

Olá caros leitores!

Em 2013 a HARLEY DAVIDSON irá comemorar 110 anos de motocicletas clássicas e pura diversão. As comemorações começarão pelas cidades de Roma(ITA) e Milwaukee (EUA)! Dentre os vários eventos que ocorrerão durante todo o ano que vem, haverá um encontro em Roma, na Itália, entre os dias 13 e 16 de junho, e uma gigantesca festa durante o fim de semana do Dia do Trabalho nos Estados Unidos, entre 29 de agosto e 1º de setembro, em Milwaukee.A Harley-Davidson também aproveitará para comemorar o 30º aniversário do H.O.G. – Harley Owners Group – no mesmo fim de semana do Dia do Trabalho nos Estados Unidos. O clube oficial de donos e motocicletas da marca possui quase um milhão de membros em todo o mundo e cerca de 10.000 somente no Brasil.

Vamos conhecer um pouco mais desses 110 anos!

A origem

Em 1903, na cidade de Milwaukee, no estado norte-americano de Wisconsin, dois jovens (Arthur Davidson - escultor - e William S. Harley - desenhista) resolveram instalar um motor num quadro de bicicleta, com a intenção de se locomover mais rápida e comodamente nas subidas.

Silent Gray Fellow
Entre surpresas desagradáveis e progressos animadores, Arthur Davidson e William S. Harley, instalados em seu local de trabalho de 8m², conseguiram, finalmente, chegar à sua primeira e verdadeira maquina: construir a lendária Silent Gray Fellow, cujo motor de um cilindro inclinado de 410 cm³ que desenvolvia 3 cavalos estava equipado com uma válvula de admissão automática e com uma transmissão de correia. Foram produzidos três exemplares, todos cinzentos, já com a cor fetiche da nova marca.


A Guerra e as Motos Harley

Harley Davidson WLA
Os padrões do Pentágono vão rapidamente dirigir-se a William S. Harley para lhe pedirem que conceba e construa uma maquina de 500 cm³ adaptada às suas necessidades. Nascerá a 745 WLA com uma primeira encomenda de cento e oitenta e cinco unidade.Em 1941, desta vez a pedido da polícia americana, a Harley-Davidson propõe ainda uma versão de 1200 cm³ da Knuckhead já existente em 1000 cm³. A Harley-Davidson entra finalmente no conflito europeu, na véspera de Pearl Harbour, e inicia o fabricar de oitenta e oito mil motos de 750 cm³ em versões WLA, WLC e WSR com e sem side-car. Assim, a quase totalidade das motos produzidas pela Harley-Davidson durante este período são maquinas militares.

Harley Davidson  WLC

O museu

Inaugurado oficialmente no dia 12 de julho de 2008 na sede da empresa em Milwaukee, em uma área de 20 acres, com mais de 700 árvores nativas, lago, rio e em um parque aberto 24 horas, o museu tem 12.000 m² formados por três prédios de tijolos pretos, aço galvanizado e vidro, é um arquivo impressionante da história da marca e inúmeras exposições são constantemente programadas. Estão expostas aproximadamente 450 clássicas motocicletas fabricadas pela empresa. Entre elas está a mais antiga: Serial Number One. De mais “recentes”, há os modelos de serviço de três rodas, usados durante a Grande Depressão, e os criados para a Segunda Guerra Mundial. Também está no museu a moto KH vermelha e branca 1956 de Elvis Presley, que a comprou alguns meses antes de estourar com a música “Heartbreak Hotel”. Outros famosos também marcam presença virtual em telas que exibem os momentos mais importantes da HARLEY-DAVIDSON no cinema e na televisão.




Muito legal né? Em Gramado/RS tem um museu da Harley, onde você pode conferir essas verdadeiras obras de arte da mobilidade! Programe-se e faça parte destas comemorações! Uma festa como essa não acontece sempre!

Fale com a Viesca no 41 3015.2322 ou pelo site www.viescaturismo.com.br!


Fontes: Harley Davidson Brasil, Rio Harley, Mundo das Marcas, site de Gramado/RS


Um comentário:

blog do italo Daniel disse...

Esta moto preta no final se parece mas não é uma harley davidson !